quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

João de Deus


Para terminar o ano com chave de ouro, vamos escrever sobre uma viagem bem diferente, uma experiência única que foi conhecer o famoso João de Deus em Abadiânia.

João Teixeira de Faria mais conhecido como João de Deus ou John of God, é um homem de uma origem bem humilde, de Cachoeira da Fumaça em Goiás. É um dos mais famosos e respeitados médiuns em atividade hoje: estrangeiros do mundo todo vem para o Brasil só para conhecê-lo.

Caminho para Abadiânia
Foto Yeda Saigh

Segundo ele, cerca de nove milhões de pessoas, já se deslocaram até o interior de Goiás para se submeter a suas cirurgias espirituais, que podem ser com ou sem cortes, sem anestesia e sem risco de infecções.

Todos esses atendimentos são feitos na Casa de Dom Ignácio de Loyola em Abadiânia, também conhecida como hospital espiritual. Eles ainda oferecem uma sopa de legumes com macarrãozinho bem gostosa (receita da mãe dele), para todos que se consultam com ele. Nada é cobrado, mas sugerem para quem quiser fazer uma doação para a Instituição.

A Casa de Dom Ignácio é enorme: além das várias salas de tratamento, tem uma loja com muitos presentes bem interessantes; livros, pedras e lembranças para comprar; uma lanchonete; uma farmácia onde compra-se o remédio Passiflora (é o único que ele receita, e é produzido no próprio laboratório); várias salas de banho de cristal e um grande jardim com bancos para descansar com uma vista deslumbrante do serrado.

Curiosidade:
João de Deus é contra abandonar a medicina convencional. “De forma alguma é recomendado suspender a medicação prescrita pelos médicos”, recomenda ele.

 
Jardim da Casa de Dom Ignácio
Foto Yeda Saigh

Um pouco da história:
João tinha nove anos quando começaram as primeiras manifestações: “Demorou muito para eu acreditar nas coisas que via e sentia”, afirma. Aos nove anos teve a sua primeira experiência de encarnar uma entidade, isso aconteceu no Centro Espírita de Cristo em Campo Grande, Mato Grosso. Durante a visita desmaiou e quando voltou a si, horas depois, lhe disseram que havia incorporado a Entidade do Rei Salomão e que havia curado mais de 50 pessoas.

Desde então não parou mais de receber entidades, algumas muito conhecidas, entre elas: Ignácio de Loyola, Bezerra de Menezes, Oswaldo Cruz, Augusto de Almeida e José Valdivino.

Aceitou sua missão só com 16 anos ao ter uma visão de Santa Rita de Cássia. Depois, passou algum tempo com o médium Chico Xavier: foi ele quem lhe pediu para que não deixasse Abadiânia, apesar das perseguições que sofria na cidade na época. Em um bilhete de 18 de setembro de 1993, Chico escreveu: “Prezado João, caro amigo, Abadiânia é abençoado recinto de sua iluminada missão e de sua paz.”

Entre seus seguidores famosos, citando apenas alguns, estão: Xuxa, a atriz Shirley MacLaine, que declarou ter se curado de um tumor abdominal em 1991, o ex presidente Luiz Ignácio Lula da Silva, Oprah Winfrey e recentemente o ex presidente Clinton.

Ficamos na Pousada Irmão Sol Irmã Lua, é a melhor da cidade. A diária completa incluindo as três refeições custa R$130,00 por pessoa. É um pouco afastada da Casa de Dom Ignácio, mas tem taxi na porta, o que é muito conveniente. Cada viagem custa apenas R$10,00. Pode-se também voltar a pé, é uma boa caminhada e tem várias lojinhas para visitar.

Pousada Irmão Sol Irmã Lua
Foto Yeda Saigh

Pousada Irmão Sol Irmã Lua
Avenida Getúlio Vargas, Abadiânia - GO
Tel.: +55 (62) 3343 1544
        +55 (62) 8419 1775

Para quem tem fé, e são milhares de pessoas pelo que eu pude observar, o encontro com João de Deus é uma experiência única e inesquecível.

Ele atende de quarta à sexta das oito da manhã até o final do dia. É aconselhável chegar bem cedo para conseguir um lugar sentado: a espera é grande, pelo menos de três a quatro horas para ser atendido pessoalmente.

Na primeira sala, várias pessoas dão explicações sobre o procedimento que vai acontecer. Em seguida João de Deus entra, fala algumas palavras e começa a operar. Eu assisti três na quarta feira e três na quinta, vi tudo muito bem porque estava sentada bem na frente.

Na primeira cirurgia, João de Deus operou um rapaz bem forte: tirou a camisa dele e cortou em baixo das costelas com uma faca de cozinha. Saiu bastante sangue, depois costurou com agulha e linha, amarrando cada ponto. O rapaz nem mexia, parecia anestesiado. Depois de terminar João de Deus pediu uma cadeira, pôs ele sentado e o levaram embora.

Em seguida operou uma moça que disse que não conseguia respirar pelo nariz: João enfiou dois dedos no nariz dela bem fundo, e puxou com força, deu uns tapas na cabeça dela, apertou bem o nariz, fechou sua boca com a mão e aí ela conseguiu respirar pelo nariz. Vários assistentes o auxiliam nesses procedimentos, passando os instrumentos e o ajudando a lavar as mãos depois de cada cirurgia.
  
Chamavam as pessoas por ordem de chegada, demorou bastante. Fizemos uma fila e entramos numa sala onde ficam pessoas meditando de olhos fechados. Na minha vez, João olhou para mim, escreveu uma receita num papel e disse: tome esse remédio e volte amanhã às oito horas. De lá fomos para outra sala sentamos, éramos umas 50 pessoas e um assistente nos falou algumas regras nos pediu para fechamos os olhos e rezar um padre nosso. Depois fomos para o jardim: separaram as pessoas por idiomas.

Reunião no Jardim da Casa de Dom Ignácio
Foto Yeda Saigh

Tem muito mais estrangeiros (80% dos visitantes) do que brasileiros, tudo é falado sempre em quatro línguas: alemão, inglês, francês e português. Lá nos deram mais explicações, e em seguida foi nos oferecido a sopa.

Pessoas tomando a famosa sopa
Foto Yeda Saigh

Nas cirurgias sem corte, a operação é super simples e rápida, você mal percebe. Éramos 48 pessoas numa sala sentados de olhos fechados esperando: João de Deus entra e faz um movimento com a mão, como se fosse um passe. Estávamos todos operados.

Depois da operação recomendaram ficarmos 24hs de repouso. Outra recomendação: não comer pimenta, ovo galado, não beber álcool e durante 40 dias não ter atividade sexual.
 
Receita médica do João de Deus
Foto Yeda Saigh

Aconselho a fazer o banho de cristal, custa R$20,00, você fica deitado numa cama com luzes em cima, é bem relaxante. O banho de cachoeira é outra opção também super relaxante, mas é necessário obter uma licença de alguém da Casa. Fica a uns dez minutos, não é uma cachoeira enorme, mas vale a pena, é no meio de uma mata virgem, bem bonita!

Caminho da Cachoeira
Foto Yeda Saigh

Um ótimo lugar para se comer um sanduíche e tomar um suco natural, muito bem servido se quiser um dia variar da comida da pousada é a Lanchonete Frutty, jantamos lá no dia que chegamos.


Lanchonete Frutty
Foto Yeda Saigh

Em resumo, essa foi a minha experiência na visita a Casa de Don Ignácio de Loyola para conhecer João de Deus. Espero que quando você for, aproveite as minhas dicas!

Vista do terraço da Casa de Dom Ignácio
Foto Yeda Saigh 

Não deixe de visitar Pirenópolis, cidade vizinha de Abadiânia (54kms), que é uma graça!

Pirenópolis
Foto Yeda Saigh

A cidade foi fundada como um pequeno arraial em 1727, quando Manoel Rodrigues Tomás, chefe de um grupo de garimpeiros submetidos ao bandeirante Anhanguera chegou à região com a missão de descobrir novas jazidas de ouro.

Rua de Pirenópolis
Foto Yeda Saigh

Pirenópolis é cercada de montanhas e o seu nome é uma homenagem a cadeia de montanhas que  separa a França da Espanha, os Pireneus. A cidade foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional em 1988. 

É uma cidade bem agradável de visitar, lembra Campos de Jordão e Parati, várias lojinhas de artesanato, antiquários, cafés, tudo com muito charme.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário
Foto Yeda Saigh

Visitamos um resort muito simpático, Pousada dos Pirineus, próxima ao centro da cidade. Um lugar tranqüilo para fugir do tumulto das grandes cidades, espaço muito grande com jardins muito bem cuidados.

Pousada Pirineus
Foto Yeda Saigh

Pousada Pirineus
Chácara Mata do Sobrado, 80. Carma
Tel.: +55 (62) 3331 1345


Para terminar esse artigo, nada melhor do que um pensamento de Dom Ignácio de Loyola

Para quem acredita, nenhuma palavra é necessária;
Para quem não acredita, nenhuma palavra é possível.


Boa viagem!


Colaborador:
Pedro Henrique de A. Pereira.




5 comentários:

Beatriz disse...

Prezada Yeda,

Mesmo após tanto tempo, quero lhe deixar aqui um grande abraço e os votos de Feliz 2014, com muitas alegrias e que continue a nos oferecer suas valiosas indicações e belas fotos de suas viagens. São um passeio também!
Abraços,

Yeda Saigh disse...

Querida Bia, para vc tb tudo de bom em 2014! Fico feliz q vc goste dos artigos! Abs.

Clauderlane Queiross disse...

Obrigada por sua dica suas fotos.quero muito ir ate Abadiânia. Deus te abençoe.

Clauderlane Queiross disse...

Obrigada por suas fotos e dicas. Quero muito ir em Abadiânia. Deus te abençoe.

Unknown disse...

Obrigada pelas dicas ? vc foi curada ? Abçs !